Um passo após o outro

Celebramos hoje a Solenidade da Anunciação do Senhor, e fazemos memória ao dia em que, em Nazaré, na intimidade de sua casa, Maria fez- se interiormente disponível à Palavra de Deus. Que este Mistério, que essa postura de Maria, possam nos ensinar algo com relação ao difícil flagelo que a humanidade enfrenta atualmente.

Et ne nos Inducas in Tentationem…

Ele não tem pecado! O Verbo feito carne, o Filho de Davi, o Santo de Deus não pode pecar! Jesus de Nazaré é santo, da santidade do próprio Deus. Tudo o que ele é e tudo o que faz é santo. Da parte do pecado nada pode atingi-lo. Ele não pode querer o pecado, embora possa padecer sob o pecado de outros, mas também pode tirar o pecado como um cordeiro imaculado. Mesmo assim, diz-nos o Evangelho, Ele foi tentado como nós e por nós, para nossa instrução e nossa libertação. Mas, o que significa “tentação”, na vida de Jesus e nas nossas vidas? Este é um dos mistérios que a liturgia de hoje pode nos revelar.