O Mosteiro da Transfiguração tem a graça acolher em suas dependências uma Escola de Iconografia. Trata-se da Escola São Lucas de Iconografia Russo-bizantina.

A Mestra Iconógrafa, Prof. Rosalva Trevizan Rigo, que ministra os cursos, é oblata do nosso Mosteiro e estudiosa da arte sacra, mas de modo especial da iconografia.  Especializada na técnica da iconografia russa de Andrei Rublëv, neste curso repassa seus conhecimentos aos que, assim como ela, se interessam pela beleza sagrada, beleza que introduz na contemplação dos mistérios de Deus, de Nosso Senhor Jesus Cristo, da Virgem Mãe de Deus e de seus santos.

Os Santos Ícones

As imagens sacras em questão, tão características da Igreja no Oriente, são o que chamamos de ícone, ou seja, o estilo iconográfico da arte sacra. Tão antiga quanto venerável, a iconografia e os santos ícones são parte integrante do tesouro artístico-religioso de toda a cristandade e nunca deixaram de exercer santo fascínio sobre artistas que desejam unir à arte o imperecível tesouro da Fé!

O ícone

Ícone (eikon): palavra grega que significa Imagem.

O ícone contém em si mesmo história, tradição, simbolismo, teologia e arte. Para perceber estes aspectos é necessário que nos introduzamos na história da Igreja, porque a história da Igreja tem relação direta com a história do ícone, dois aspectos aparentemente diferentes que se unem em uma relação comum.

O ícone é, de fato, um símbolo, porém, ao mesmo tempo transcende a estreiteza do mero símbolo e toma proporção sobrenatural. O ícone é “Teologia em cor”, “Teologia Visual”. Não é uma simples representação de uma cena bíblica, é uma profissão de Fé!

A Igreja define teologicamente o ícone em função do “Dogma Trinitário” e sobretudo permite entendê-lo em função da “Encarnação”: O Verbo se fez carne e habitou entre nós, fez-se visível Aquele que por natureza é invisível.

Etapas de Formação na Iconografia

As edições dos cursos da Escola São Lucas costumam acontecer 2 vezes ao ano. As turmas se formam independentemente da etapa que cada aluno está cursando, uma vez que a mestra iconógrafa acompanha individualmente cada aluno.

O curso completo consta de 5 etapas nas quais o aluno aprenderá, tanto na teoria como na prática, como se escreve um ícone dentro dos cânones comumente aceitos na Igreja do Oriente. Desde a preparação da madeira até a escrita do ícone propriamente dita, passando pela douração e modo de como proceder com os pigmentos.

Importante ressaltar que o ícone não admite “liberdade criativa”, no sentido comum da arte em geral. A iconografia é uma tradição que guarda fielmente seus cânones, seja quanto à técnica usada, seja quanto à doutrina da Fé. De modo que a fé é o primeiro requisito para ser iconógrafo.

Na 1ª etapa o aluno será instruído na escrita do ícone do Cristo Pantocrator;

na 2ª etapa no ícone da Santa Mãe de Deus,

na 3ª etapa se procede a escrita do ícone do Arcanjo Miguel,

na 4º poder-se-á escrever o ícone de um santo

E, finalmente, na 5ª etapa se conclui o curso com o ícone da Transfiguração.

Mais informações sobre os cursos, preço e hospedagem, favor entrar em contato com o Mosteiro no telefone e/ou e-mail anexos neste site. Será uma alegria recebê-los para aprender esta arte sagrada. Deus os abençoe!

Próximos cursos:

  • De 22/03 até 28/03
  • De 02/08 até 08/08