CAPÍTULO 63 - Da ordem na comunidade


 Conservem os monges no mosteiro a sua ordem, conforme o tempo que têm de vida monástica, o merecimento da vida e conforme o Abade constituir.  Que o Abade não perturbe o rebanho que lhe foi confiado, nem usando como que de livre poder, disponha alguma coisa injustamente:  mas lembre-se sempre de que deverá prestar contas a Deus de todos os seus juízos e obras.  Portanto, segundo a ordem que ele tiver estabelecido ou que tiverem os irmãos, apresentem-se estes para a Paz, para a comunhão, para entoar os salmos, para estar no coro.  Em qualquer lugar que seja, que a idade não distinga ou prejudique aquela ordem,  porque Samuel e Daniel, meninos, julgaram anciãos.  Portanto, exceto aqueles, que, como dissemos, com superior conselho, o Abade tiver posto à frente ou postergado por determinados motivos, todos os demais estejam segundo a ordem de ingresso,  de modo que, por exemplo, aquele que chegar ao mosteiro na segunda hora do dia, se reconhecerá mais moço do que o que chegar na primeira hora do dia, seja qual for a idade ou dignidade;  quanto aos meninos, seja a disciplina em tudo conservada por todos.

 Por isso, honrem os mais moços aos mais velhos que eles e os mais velhos amem aos irmãos mais moços:  No próprio modo de chamar pelo nome, a ninguém seja permitido chamar o outro pelo simples nome,  mas os mais velhos chamem aos mais moços pelo nome de irmãos e os mais moços chamem aos mais velhos de "nonos", o que significa reverência paterna.  O Abade, que se crê fazer as vezes do Cristo, seja chamado Senhor e Abade, não em virtude de sua própria atribuição, mas em honra e por amor a Cristo.  Que ele pense nisso e se mostre de tal forma que seja digno de tal honra.  Em qualquer lugar em que se encontrem os irmãos, peça o mais moço a bênção ao mais velho.  Passando um mais velho, levante-se o mais moço e ceda-lhe o lugar, e não presuma o mais moço se assentar junto, a não ser que o convide o seu irmão mais velho,  a fim de que se faça o que está escrito: "Antecipando-se mutuamente em honra".  Os meninos pequenos e adolescentes conservem com disciplina sua ordem no oratório e na mesa.  Fora ou em qualquer lugar, sejam guardados e tenham disciplina até que atinjam a idade da compreensão.